História do competitivo sul americano do TF2

Os começos

Quando falamos do competitivo do TF2 na nossa região, a FBTF é um nome importante aqui. Criada em 1998 originalmente pro mod Quakeworld Team Fortress, teve tropeços e períodos de inatividade antes de reunir a comunidade do QWTF após alguns meses do lançamento do Team Fortress 2, estabelecendo-se permanentemente como a única liga competitiva da América do Sul. O seu primeiro torneio, chamado Desafio de Verão, aconteceu entre Janeiro e Abril de 2008 baixo o velho formato de 8v8, antes de adotar o formato 6v6 como padrão para seus torneios subsequentes, como o Desafio de Outono.

Muitas taças depois, a primeira edição da LBTF2 nasceu no Janeiro de 2009, e teve a participação de 34 equipes, o maior torneo sul-americano até agora. A partir dessa época, muitas outras temporadas LBTF2 viriam, além das temporadas Highlander e 4v4, com um total de 16 temporadas 6v6, 5 temporadas Highlander e uma edição de 4s ao longo de 11 anos de serviço comunitário, antes de fechar suas portas em meados de 2019. A liga deu origem a muitas equipes históricas, como MONSTER, Les Watones, Koala 6 ou sXe, onde jogadores renomados como Powah, ninjax e legit cresceram e ficaram sob os holofotes do resto do mundo.

o nascimento de outras ligas

Mas a FBTF não foi o único projeto que a comunidade teve planejado. Devido a difereças em jeitos de administração, no fim do 2016 um membro da comunidade decidiu criar Chapelaria, uma liga focada na participação dos jogadores novatos e no seu acesso privado, devido a alguns problemas entre os mesmos membros da comunidade. A sua primeira edição de 6v6 foi focada na região brasileira, e depois muitos mais membros da comunidade fizeram possível a expansão para o resto do continente com os seus serviços de administração e tradução. Durante uma pequena pausa da FBTF, o continente aproveitou 3 temporadas de torneios 6v6 (um deles transmitido na TFTV! ), bem como taças 9v9, BBall e Ultiduo. Além de seus torneios, a liga destacou-se por suas associações com a FACEIT durante o boom do TF2, onde as taças mensais de Mixes e até os principais torneios foram premiados com Pontos FACEIT, negociáveis por items do jogo e da vida real. Infelizmente, e devido à deterioração da comunidade em jogadores e sustentabilidade, a liga fechou suas portas junto com o 2018.

Uns meses antes da Chapelaria, a Brasil Fortress nasceu como TBFC, uma liga inicialmente focada nos novatos, e que depois incluiu jogadores de todos os níveis. Através de muitas mudanças no staff e organização, a liga continua até hoje como a principal opção pra competir na Sulamérica, com premiações em keys e medalhas. A liga oferece também taças e torneios premiados com medalhas de Pub (Halloween) e Jump.

Entre a família sul-americana, a ovelha negra foi sem dúvida Vanilla Fortress, criada no final de 2018. Esta liga competitiva ofereceu 2 torneios 6v6 e 1 torneio Highlander em seu período de existência de 1 ano, no qual seus fundadores realizaram todo tipo de atividades nefastas, como vender medalhas, pacotar servidores, usar cheats, compartilhar contas, lucrar de forma inadequada, arruinar a balança da sua própria liga a seu favor e assediar outros membros da comunidade, pelo qual foram cobrados publicamente, forçados a cessar com a liga e banidos de todas as ligas de TF2 do mundo.